Netflix lança cartão pré-pago no Reino Unido

Como alternativa a cartões de crédito/débito e PayPal, a Netflix oferece cartões pré-pagos nos EUA, Canadá, México, Austrália e Nova Zelândia, e agora também no Reino Unido.

É possível comprar um cartão pré-pago Netflix em lojas de departamento, eletrônicos, supermercados e outros, como Argos, PC World, Currys, WHSmith, Game, Morrisons e ASDA, nos valores de £15, £25 ou £50.

Cada cartão vem com um código, que é utilizado para adicionar os créditos a sua conta. Os cartões podem ser usados tanto por novos assinantes quanto atuais, independente do plano escolhido. Eles não possuem validade, mas um cartão só pode ser resgatado em um país que use a mesma moeda do país onde o cartão foi comprado.

No Brasil, a Netflix aceita no momento pagamentos via cartões de crédito (Visa, Master, Elo e Dinners), débito em conta (nos bancos Itaú, Bradesco, Santander e HSBC) e Paypal. O pagamento via boleto bancário chegou a ser testado, mas até hoje não foi disponibilizado (supostamente devido a problemas como a demora na liberação do pagamento).

A pergunta que não quer calar é: quando chegam esses cartões pré-pagos ao Brasil? Será que eles fariam sucesso por aqui? Você usaria essa forma de pagamento?

Assista ao vídeo promocional a seguir (13 s, em inglês, sem legendas).



Fonte: Dave James, TechRadar.

4 comentários:

  1. Não usaria. Acho mais conveniente deixar no cartão de crédito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não tem só você no mundo. Quanto mais opções melhor. O meu também é no cartão.

      Excluir
    2. Dh3k0, também não precisa invocar o Spectreman: Dr. Gori apenas emitiu a opinião dele, para o caso dele. :P

      Excluir
    3. Exatamente, ao final do texto o autor faz a pergunta se usaríamos tais cartões, e eu apenas respondi. E não, quanto mais opções nem sempre é melhor. Uma opção desses cartões gera custo, e se pouca gente usar eles, quem vai pagar a conta? Você?

      Excluir

Reservo o direito de não publicar ou remover comentários ofensivos ou irrelevantes.

Ao invés de perguntar quando chega um novo filme ou temporada de série, consulte a última lista de futuros lançamentos.