#Netflix testa novo sistema de classificação


A Netflix aprimora constantemente a experiência do usuário testando mudanças nas interfaces e, a depender dos resultados, as mudanças são disponibilizadas a todos.

O leitor Mario Rodrigues enviou-me estas imagens, mostrando como o sistema de classificação de títulos foi simplificado quando ele acessa o site da Netflix: ao invés de dar a um título uma "nota" (ou "estrelas") de 1 a 5 (representando "detestei", "não gostei", "gostei", "gostei muito" e "adorei"), agora ele pode informar simplesmente se gostou ou não.


Classificar os títulos que você já assistiu ajuda o sistema de recomendações da Netflix a lhe exibir títulos que, em teoria, você pode gostar (além de "esconder" a maioria que você pode não gostar).


A própria Netflix já havia declarado que o sistema de "estrelas" possui algumas falhas, entre elas, alguns usuários dão nota alta a títulos que não gostaram ("eu não gostei, mas reconheço que o filme é bom"). Isso atrapalha a eficiência do algoritmo de recomendações da Netflix, e ela disse que testaria alternativas. Esta certamente deve ser uma delas.

Apesar disso, o sistema de estrelas deve continuar por um bom tempo, e nada garante que o novo sistema torne-se padrão e fique disponível a todos os usuários. Mas se você tivesse que escolher, o que preferiria: notas / estrelas de um a cinco, ou apenas "curti" e "não curti"?

14 comentários:

  1. Respostas
    1. De nada haha. Qualquer novidade te mando.
      Sobre o sistema em si, achei melhor ter só duas opções do que 5 (mas eu sempre prefiro ter menos opções na vida porque simplifica para mim). Vamos ver com o tempo se mudará minha opinião ou se o netflix voltará para o sistema antigo.

      Excluir
  2. Desta maneira fica difícil classificar. Quero classificar um filme de suspense de que não gostei muito e se seleciono Gostei, estaria mentindo e se selecionar Não fez o meu gênero também, haja vista que gosto de filmes de suspense.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Eu, por exemplo, gosto de classificar de acordo com o meu "nível de favoritismo". Mas eu posso não gostar de um filme e querer dar 3 estrelas, pois reconheço que o filme foi bem feito e pode me interessar ver títulos semelhantes.

      Excluir
  3. "alguns usuários dão nota alta a títulos que não gostaram ("eu não gostei, mas reconheço que o filme é bom")."

    - Sério?! Então, pela incoerência de alguns usuários, é melhor reduzir a classificação a "gostei ou não gostei"?

    Talvez seria melhor educar esse tipo de usuário a não ter medo de parecer burro somente por não ter gostado de um filme elogiado por críticos e vencedor de prêmios.

    Eu acho que o sistema de 5 estrelas, c/ suas descrições, faz bastante sentido.

    ResponderExcluir
  4. Um sistema mais inteligente ou não perguntaria nada ou seria em duas etapas, depois de dar uma nota, justificar entre alguns quesitos o porquê da nota. Posso gostar ou não de um filme pela atuação, enredo, nível da produção... Coisas que não têm nada a ver com gênero ou diretor ou ator (que pode até ser uma justificativa e parece ser como a Netflix indica com base nas estrelas), pois já deveria partir do pressuposto que se estou assistindo um filme de suspense por exemplo, o gênero me agrada, mas talvez algo no filme especificamente não.

    Já um sistema que não perguntaria nada, poderia analisar com que frequência a pessoa assiste coisas similares ou se por exemplo deixa de ver um filme no meio (e não retoma mesmo passado algum tempo) ou abandona uma série. Além poder usar também a lista de favoritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lauro, se um sistema desse não perguntar nada ele não deve se achar "inteligente", mas "onisciente"! :)

      O sistema de recomendações da Netflix é bem complexo: ele considera tudo o que citou (como títulos interrompidos e completados) e muito mais.

      Quanto a perguntar o motivo de ter gostado (ou não) de um título, tenho certeza de que muitas pessoas (talvez a maioria) não saberiam responder. Graças ao uso de "taggers" (que ajudam a descrever alguns aspectos mais "abstratos" dos títulos), o sistema da Netflix pode descobrir alguns padrões que talvez você mesmo não tenha consciência. E para conseguir encontrar tais padrões ele precisa ser alimentado com várias avaliações para ter uma boa confidência nas sugestões.

      Claro, nenhum sistema de recomendações pode ser perfeito para todas as pessoas, e o da Netflix certamente falha muito comigo (quase sempre superestima em "duas estrelas" o quanto vou gostar de algo), o que o torna pouco útil para mim.

      Excluir
    2. Coloquei a opção de não perguntar nada porque pelo visto muita gente vai "mentir" na nota como visto nas respostas aqui. A primeira opção que falei seria disponibilizar os tags para os assinantes escolherem como justificativa para a nota. Mais trabalhoso mas mais assertivo. Se a pessoa não souber porque não gostou (?!?!?!?) ou não quiser se dar ao trabalho, basta não responder.

      Com os tags a avaliação fica muito 8 ou 80, posso ter gostado muito de um filme com o Nicholas Cage, mas em geral detestar filmes com ele que basta dar uma nota muito bom ou excelente e no dia seguinte tenho 20 recomendações com o Nicholas Cage.

      Além de tudo isso, assim como você, percebo várias falhas nesse sistema atual. Tenho recomendações que parecem ter sido puxadas da cartola e de vez em quando cato filmes com uma ou duas estrelas e que me surpreendem. Mesmo sendo 100% honesto nas avaliações, vai entender... :/

      Minha solução foi criar outro perfil além dos já utilizados só para os "prazeres culposos" ou para testar séries novas e filmes que não têm uma avaliação muito consistente.

      Excluir
  5. Esse sistema de positivo e negativo já tá disponível pra mim na versão pra PC há bastante tempo, mas acho mais eficientes as estrelas, justamente pelo contrário do exemplo dado. Se tinha um filme que eu gostava, mas não tanto, eu podia dar três estrelas. Agora eu coloco os que eu mais amo e os que eu gosto mais ou menos no mesmo nível.

    ResponderExcluir
  6. Prefiro o sistema de estrela, não tem como falar só se gostou ou não gostou, é muito vago.

    ResponderExcluir
  7. Para um grande público, o sistema gostei/não gostei acaba trazendo resultados mais realistas. No geral isso melhora o sistema de recomendações mesmo, apesar de ficarmos com essa sensação de que ficam menos assertivas as nossas classificações individuais.

    ResponderExcluir
  8. Acho que prefiro o novo sistema pela simplicidade.

    ResponderExcluir

Reservo o direito de não publicar ou remover comentários ofensivos ou irrelevantes.

Ao invés de perguntar quando chega um novo filme ou temporada de série, consulte a última lista de futuros lançamentos.