Chegou a 2ª edição do Prêmio Netflix


A segunda edição do Prêmio Netflix já está no ar, e até 03/10 você pode ajudar a escolher um entre dez filmes nacionais para entrar no catálogo internacional da Netflix.

Ao fim da 1ª edição, em 2013, o filme vencedor foi Apenas o Fim, de Matheus Souza, que permaneceu no catálogo da Netflix de 01/06/2014 a 31/05/2015. Outros concorrentes também ficaram disponíveis (Cinema, aspirinas e urubus, Árido Movie e Dalua Downhill), embora também já tenham saído do catálogo.

Confira a seguir os vídeos do evento, incluindo trailers, assim como os comunicados de imprensa com outras informações.




























Netflix reforça apoio ao cinema brasileiro
com o lançamento da segunda edição do Prêmio Netflix

Dez filmes finalistas estão concorrendo ao licenciamento global
para os mais de 83 milhões de assinantes da Netflix em 190 países

Serão dois filmes vencedores, um escolhido via voto popular e outro pelo júri especializado formado por Alice Braga, Fabrício Boliveira, Cesar Charlone, Fernando Andrade, Adriana Durta, Hugo Gloss e Lully de Verdade

São Paulo, 13 de setembro de 2016 - Como parte de seu compromisso contínuo de promover o conteúdo nacional, a Netflix lançou hoje a segunda edição do Prêmio Netflix no Brasil. A iniciativa, criada em 2013, busca dar visibilidade a produções independentes, levando para uma audiência global grandes histórias brasileiras.

São dez filmes finalistas pré-selecionados, e dois desses filmes poderão ser assistidos por mais de 83 milhões de pessoas em mais de 190 países onde a Netflix está presente. Um será escolhido por voto popular e outro por um painel de jurados formado por grandes nomes do cenário cultural brasileiro composto pelos atores Alice Braga e Fabrício Boliveira, os diretores Cesar Charlone e Fernando Andrade, a cineasta Adriana Dutra e os influenciadores Hugo Gloss e Lully de Verdade.

Os jurados: Hugo Gloss, Fernando Andrade, Luly de Verdade, Alice Braga,
César Charlone, Adriana Dutra e Fabrício Boliveira. (Foto: divulgação/Netflix)
“Desde que a Netflix chegou ao Brasil, há cinco anos, temos investido no país por meio de licenciamento de títulos brasileiros, assim como exportando talento local para o mundo em produções originais. Mais de 45% dos nossos assinantes fora da América Latina já assistiram a conteúdos da região, o que mostra como os talentos locais ganham exposição global através da Netflix. Temos certeza que o Prêmio Netflix vai ajudar o mundo a conhecer estas incríveis histórias selecionadas para o  Prêmio Netflix”, afirma Ted Sarandos, Chefe de Conteúdo da Netflix.

Os dez filmes participantes são uma amostra da diversidade do cinema de qualidade que está sendo realizado no Brasil. São conteúdos que merecem reconhecimento  e  visibilidade no Brasil e no mundo. Os vencedores do Prêmio Netflix 2016, que serão anunciados no dia 5 de outubro,  ganharão um licenciamento global no serviço. Em 2013, o filme vencedor do Prêmio Netflix foi Apenas o Fim, de Matheus Souza.

A votação acontece entre os dias 13 de setembro e 3 de outubro. Para votar e conhecer os dez filmes finalistas acesse: www.premionetflixbr.com.



Prêmio Netflix anuncia os dois vencedores de sua segunda edição
dia 5 de outubro no Rio de Janeiro
 

Dez filmes pré-selecionados estão concorrendo a dois contratos
de licenciamento global para mais de 190 países em que a Netflix atua. 

As votações acontecem até o dia 3 de outubro, um dos vencedores
será escolhido pelo voto popular e o outro por um júri qualificador

São Paulo, 23 de setembro de 2016 -  No dia 5 de outubro, a Netflix revelará os dois vencedores do Prêmio Netflix 2016 em premiação no Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.  Lançada no dia 13 de setembro, a segunda edição do Prêmio Netflix leva o cinema brasileiro para o centro das atenções. São dez filmes concorrendo a dois contratos de licenciamento global para os 190 países em que a empresa está presente: A História da Eternidade de Camilo Cavalcante, Califórnia de Marina Person, My Name is Now, Elza Soares de Elizabete Martins Campos, O Último Cine Drive-In de Iberê Carvalho, Ventos de Agosto de Gabriel Mascaro, Levante! e Porque Temos Esperança de Susanna Lira, Obra de Gregório Graziosi, Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois de Petrus Cariry  e À Queima Roupa de Theresa Jessouroun.

Desde 2011, quando chegou ao Brasil, a Netflix tem investido no país por meio de licenciamento de títulos brasileiros, produções de conteúdos locais, como 3%, O Matador e alguns especiais de comédia. "Reconhecemos o talento brasileiro não só para o público local, mas também em produções globais, alguns exemplos são Wagner Moura e José Padilha em Narcos e Sônia Braga em Luke Cage. O Prêmio Netflix é mais uma iniciativa que reforça o nosso compromisso com o Brasil e com o desenvolvimento do mercado audiovisual brasileiro", afirma Jonathan Friedland, Chefe de Comunicação da Netflix.

Mais de 45% dos membros da Netflix fora da América Latina já assistiram a conteúdos da região, o que mostra como os talentos locais ganham exposição global através da Netflix. Quase 50% dos membros nos Estados Unidos já consumiram conteúdo latino americano desde 2011.

As votações estão abertas até o dia 3 de outubro e podem ser feitas no site www.premionetflixbr.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reservo o direito de não publicar ou remover comentários ofensivos ou irrelevantes.

Ao invés de perguntar quando chega um novo filme ou temporada de série, consulte a última lista de futuros lançamentos.