Gráfico interativo e análise sobre o catálogo da Netflix

Alguns usuários me pediram para "por no gráfico" a saída e entrada de títulos do catálogo da Netflix. Finalmente, ele está disponível para sua consulta, de modo interativo. Confira o gráfico e veja mais informações a seguir, como os motivos das saídas de títulos do catálogo.

São exibidas, para cada dia, as seguintes informações do catálogo da Netflix no Brasil (cobrindo o período de 18/09/2011 a 25/10/2012):
  • catálogo: o número total de títulos no catálogo (onde um filme ou série = 1 título)
  • inseridos: número de títulos que entraram no catálogo
  • removidos: número de títulos que saíram no catálogo
  • inseridos (cumulativo): total de títulos inseridos no catálogo
  • removidos (cumulativo): total de títulos removidos do catálogo



Por que a Netflix retira filmes, séries e novelas do catálogo?


Os motivos são vários, como a retirada temporária para resolver problemas técnicos (de áudio e legenda fora de sincronia, por exemplo), mas o principal é porque ela não é a "dona" dessas obras (com raras exceções). A Netflix contrata com o estúdio (ou empresa detentora dos direitos de exibição de um vídeo) uma licença para incluir um título em seu catálogo. Os termos dos contratos variam muito, incluindo o custo e a validade da licença, mas uma coisa é quase sempre certa: a licença possui uma data de expiração. Ao final do período da licença, o título deve sair do catálogo.

Felizmente, a Netflix muitas vezes renova a licença de um título, algumas vezes antes mesmo dele sair do catálogo - outras vezes, poucos dias depois, fazendo retornar um título que havia saído. Porém, alguns títulos não são renovados, e saem definitivamente.

Embora muitos usuários reclamem da saída dos títulos, é importante entender que isso faz parte do perfil do serviço da Netflix: seu catálogo está sempre mudando. E, de certo modo, isto não é nada diferente da TV aberta ou TV a cabo, que também mudam sua programação (talvez até com maior frequência). A boa notícia é que o catálogo da Netflix tende, a médio e longo prazo, aumentar constantemente.

Análises


Antes de mais nada, algumas observações:
  • Passe o cursor sobre uma das linhas para ver informações daquele ponto.
  • Os dados foram coletados por programas de minha autoria, e os resultados não são necessariamente corretos ou completos, mas acredito que reflitam bem a realidade (principalmente para datas mais recentes).
  • Não foram coletados dados todos os dias (como em dezembro de 2011).
  • Embora eu tenha coletado dados anteriores ao período do gráfico, achei melhor desprezá-los por ter mudado muito a minha metodologia logo nos primeiros dias.

Em 18/09/2011, a Netflix possuía, inicialmente (segundo minha contagem), 696 títulos. Foram inseridos 6 novos títulos, fazendo o total chegar a 702. Esse foi o menor valor do período.

01/09/2012 foi o dia onde o catálogo alcançou 1.992 títulos (286% do valor inicial), o maior número até hoje. Porém, também foi o dia em que ocorreu a maior saída simultânea de títulos, com 326 deles deixando o catálogo (uma redução de 16.4%).

De 01/09/2012 até hoje (28/10/2012), o catálogo continuou a crescer (de 1.724 para 1.824 títulos), com, obviamente, mais títulos sendo adicionados do que retirados. Agora o catálogo está com mais títulos do que ele possuía em 29/06/2012 (há 4 meses).

No período analisado (403 dias), excluindo-se os 696 títulos iniciais:

  • foram inseridos mais 1.677 títulos (2.373 no total), e retirados 546.
  • Em média, foram inseridos 4.1 títulos por dia, ou 125 títulos por mês
  • Em média, foi retirado 1.3 título por dia, ou 40 títulos por mês
É claro que, ao mudar a janela de análise, os valores acima poderão mudar muito. Mas, sinceramente, não acredito que nada disso seja importante...

Se você procura uma conclusão do tipo "o catálogo da Netflix está hoje melhor ou pior do que no dia X?", a resposta mais óbvia é: isso depende de cada um. O volume de títulos hoje é basicamente o mesmo de 4 meses atrás, mas volume não quer dizer "qualidade". O catálogo é variado, procurando atingir muitos grupos de usuários diferentes. Com muita variedade, muitos usuários podem encontrar algo que lhes agrade, embora talvez em pouca quantidade. O que tenho notado é que alguns usuários de grupos específicos (como aqueles que só se interessam por filme clássicos, ou séries de TV recentes, ou desenhos animados da década de 70, etc.) gostariam de um volume maior de títulos segundo seu perfil. Acredito que isto venha a acontecer, já que o aumento do catálogo é constante, porém, isto ainda pode demorar meses, até mesmo anos...

Na prática, nada melhor do que aproveitar o 1º mês grátis e conhecer a Netflix, sem compromissos (ou conferir aqui o catálogo quase completo da Netflix). Se não gostou do catálogo, cancele. Se gostou (ou não gostou, mas quer acompanhar o que entra de novo no catálogo da Netflix para, talvez, assinar novamente algum dia), acompanhe este blog para ficar por dentro de todas as novidades sobre a Netflix no Brasil! :)

E o que você achou do gráfico? Elucidou algo para você? Conseguiu visualizar e entender o crescimento do catálogo da Netflix? Acha que poderia incluir alguma informação importante? Por favor, deixe sua opinião em um comentário abaixo!

15 comentários:

  1. Vlw cara gráfico e informações muito completas, ajudou a analisar melhor o acervo da netflix. No meu caso sou assinante ainda porque meu pai vê alguns filmes antigos (maioria do Mazaropi) e minha irmã quando vem aqui em casa assiste algumas séries. Para mim falta mais filmes recentes que não sejam em espanhol e mais animes de preferencia no idioma original. Também seria ótimo se colocassem os simpsons nem que sejam as temporadas mais antigas de inicio pra mim já me animaria mais a continuar como assinante.

    ResponderExcluir
  2. Na minha opinião o catálogo não deveria diminuir nunca, só aumentar.

    Pelo gráfico mostra que nós últimos meses esta diminuindo principalmente pelo fato que nos próximos dias muitos títulos vão expirar.

    Além de diminuir em quantidade esta caindo ainda mais em qualidade.

    ResponderExcluir
  3. como sempre seu blog sempre inovando! :) Adorei o gráfico, ele mostra o quando a netflix cresceu desde que começou aqui no Brasil, e a tendência é continuar crescendo e melhorando a cada dia.

    ResponderExcluir
  4. Gostei do gráfico. Só mostra o quanto de conteúdo está saindo da netflix e o quase nada está entrando. Da paulada que foi em setembro mostra que até agora não recuperou em quantidade e pela péssima qualidade só dá mais a impressão do nada que tem a netflix e a desilusão de que algum dia a netflix brasil irá melhorar.

    ResponderExcluir
  5. Por que na Suécia, a Netflix, que acaba de iniciar seus trabalhos, tem várias séries da fox que aqui ainda não tem, e nem sei se serão ofertadas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque aqui a Netflix diz que o povo prefere novela mexicana, UFC e Pânico.

      Excluir
    2. ALguem sabe me dizer porque a netflix da suecia tem muitos filmes da warner, como Matrix, 2001-Uma odisseia no espaço,Laranja mecanica, Batman Begins, etc, e nós do terceiro mundo não temos?????????????????????????????????????????????????????????

      Excluir
  6. A única coisa q me deixa intrigado é a falta quase q completa de títulos da Warner, não temos séries muito menos filmes...

    Cheguei a pensar q isso pudesse ser politica do grupo Warner sobre distribuição de vídeo "on demand" mas andei olhando o catálogo americano e de alguns países da europa e vi q lá filme como Senhor dos Anéis e Harry Potter aparecem...

    Saberia me informa o motivo dessa restrição do material da Warner no Netflix Brasil ???

    Seria alguma forma diferenciada do grupo Warner Brasil de trabalhar com esse serviço por aqui q esteja impedindo a aparição desse títulos por aqui ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capaz de ser pelo contrato que eles tem com o SBT se ainda não expirou.

      Excluir
  7. Parabéns pelo blog...

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pelo gráfico, fica muito mais fácil de visualizar os dados.

    ResponderExcluir
  9. Esses gráficos do Google Chart são muito bacanas. Uso em várias aplicações que desenvolvo, dá pra deixar do jeito que a gente quiser. Muito bom.

    ResponderExcluir
  10. Agora entendi a questão dos títulos saírem. :)

    ResponderExcluir

Reservo o direito de não publicar ou remover comentários ofensivos ou irrelevantes.

Ao invés de perguntar quando chega um novo filme ou temporada de série, consulte a última lista de futuros lançamentos.